• Equipe Mulher da Palavra

A novela de cada uma de nós. por Diane Hofer Ellis



Recentemente tenho refletido na novela das vidas de Abrão, Sarai e Hagar, em Gênesis. Quando chegamos em Gênesis 16, Deus já tinha prometido uma descendência para Abraão dez anos antes; Sara tinha esperado durante todo este tempo para realizar essa promessa de Deus de ter um filho. E então, ela cansou de esperar, e entrou em ação para resolver a situação.

1Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe dera nenhum filho. Como tinha uma serva egípcia, chamada Hagar, 2disse a Abrão: “Já que o Senhor me impediu de ter filhos, possua a minha serva; talvez eu possa formar família por meio dela”. Abrão atendeu à proposta de Sarai. 3Quando isso aconteceu, já fazia dez anos que Abrão, seu marido, vivia em Canaã. Foi nessa ocasião que Sarai, sua mulher, lhe entregou sua serva egípcia Hagar. 4Ele possuiu Hagar, e ela engravidou.  (Gen 16:1-4).

Sarai tomou a decisão de ajudar Deus a cumprir Sua promessa. Ela começou a racionar:

· Já que Deus fez uma promessa linda para meu marido…

· Já que o Senhor me impediu de ter filhos…

· Já que dez anos é muito tempo para esperar…

· Já que não sou mais jovem e já passou o momento de ter filhos…

· Já que tenho minha serva, Hagar, aqui para me servir, mesmo…

· Deus certamente tem um outro plano para cumprir sua promessa. E então porque não convidar Abrão para tentar engravidar Hagar?

Ela apresentou essa ideia criativa para seu marido, e Abrão, por ser um homem que sempre ouve sua esposa,  achou o plano razoável e agradável, e parabéns, Sarai, seu plano realizou-se.

Somente depois conhecemos o estrago que aconteceu.

Quando [Hagar] se viu grávida, começou a olhar com desprezo para a sua senhora. 5Então Sarai disse a Abrão: “Caia sobre você a afronta que venho sofrendo. Coloquei minha serva em seus braços e, agora que ela sabe que engravidou, despreza-me. Que o Senhor seja o juiz entre mim e você”. (Gen 16:4).

O plano B de Sarai provocou uma guerra dentro da família de Abrão. Sarai culpou seu marido, por algo que ela mesma propôs. Ela estava sofrendo pelas consequências das decisões inconvenientes que ela tomou, mas não quis aceitar as consequências resultantes. Só que Abrão também não quis assumir a responsabilidade dessa situação infeliz.

Respondeu Abrão a Sarai: “Sua serva está em suas mãos. Faça com ela o que achar melhor”. Então Sarai tanto maltratou Hagar que esta acabou fugindo. (Gn 6.6).

Pode imaginar Hagar. Ela não procurou este plano B da Sarai. Mas agora ela está no meio desta novela. E ela tomou uma atitude de desprezo. Pode imaginar a cena: duas mulheres ciumentas e briguentas, com Abrão no meio dessas duas mulheres. Ele tinha cedido para Sarai na proposta dela, e agora ela culpa ele. E sabemos que até hoje as duas nações que começaram por aí brigam até hoje.

Mas antes de jogar pedras na direção da Sarai, pense bem na sua vida. Quantas vezes temos feito a mesma coisa dela?

· Já que o salário do meu marido não é suficiente, vou deixar meu filho na creche e seguir minha carreira.

· Já que o meu marido não me faz feliz, vou sair da miséria do meu casamento e procurar minha própria felicidade.

· Já que O Senhor não atende as minhas orações, vou conseguir pelas minhas próprias forças.

· Já que preciso daquela coisa mas não tenho o dinheiro na conta, vou colocar no cartão.

· Já que…

Mas quando não confiamos no Senhor, quando não esperamos em Deus, começamos a estragar o plano “A” dele.

Sara convenceu Abraão a aceitar um plano alternativo; e Abrão concordou com o plano B. O que é triste é que podemos facilmente nos identificar com ela, não é? Afinal, 10 anos é muito tempo… pensamos nós! Talvez você tenha ido à frente de Deus tentando manipular seu próprio plano. Mas cada vez que entramos em ação, na frente de Deus, cada vez que manipulamos para forçar nossos desejos, complicamos as coisas.

Que sejamos mulheres que confiam em Deus suficientemente para não ser precipitadas ou manipular situações para nosso próprio beneficio. Mas que sejamos mulheres que esperam no Senhor para que o plano perfeito e agradável seja comprido em nossas vidas e famílias!

Diane Hofer Ellis



Missionária americana servindo a mais de 20 anos no Brasil. Casada com o pr. Dr. Mark Ellis e mãe de cinco filhos, 3 noras e 8 netos. Seu ministério foca o mentoreio de mulheres mais novas.

Diane é escritora do blog Mulher da Palavra e da palestras em igrejas sobre feminilidade bíblica.

#DianeEllis #Feminilidade

1 visualização

11 4412-6679

"FALA COM SABEDORIA E ENSINA COM AMOR."

Proverbios 31:26