• Equipe Mulher da Palavra

Carta à uma amiga em intensa aflição, por Simone Galvão


Não me lembro bem como aquele dia amanheceu, mas me lembro exatamente o que senti quando recebi a noticia de que a missionária Irlandesa, Pamela Jane Craig, tinha sido brutalmente assassinada em sua própria casa no Rio de Janeiro.

Como era isso possível? Ela havia me ensinado as histórias da Bíblia, havia me contado sobre nosso Deus e como Ele é poderoso, estávamos juntas todos os domingos na igreja. Ela havia deixado seu país para se dedicar a pregação do Evangelho no Brasil. Na época eu não fazia muitas relações, mas hoje eu entendo o tamanho da renúncia! Ela estava ali, servindo em obediência ao Senhor, mas de uma maneira brutal e estupida sua vida foi tirada. Como isso poderia ter acontecido? E as histórias de salvação que ela me ensinou?

Me lembro de ver a tristeza e o desespero de alguns adultos, e na verdade meu coração também ficou como o deles, muito triste. Até que o tio Zalmir, veio conversar comigo, não me lembro exatamente quando, mas me ensinou que a morte não era o fim, e sim o começo de uma vida com nosso Rei. E que os sofrimentos desta vida eram passageiros e não se comparam com o que estava reservado para a Pamela e para todos nós que cremos no Senhor Jesus.

Como toda criança, onde os pensamentos são concretos, resolvi o problema: “tia Pamela está bem e feliz, pois ela voltou para casa”!!!!! Apenas não conseguia entender porque para os adultos não era tão simples assim. Mesmo sabendo que o céu era um lugar maravilhoso, ainda havia tanta dor, mesmo depois de muito tempo!!!!!!

Naquela época eu não conseguia entender, mas hoje é tudo muito claro, a medida que vamos crescendo, temos dificuldade de entender que Deus cuida de nós, apesar de nós, e apesar das circunstâncias.

Enquanto criança não conseguia perceber a complexidade de nossa alma, a complexidade de nossas emoções, e o estrago que o pecado nos causou. O que era preto ou branco passou a ter uma infinidade de cores, deixando nossa vida com um desafio diário de confiança em Deus, de saber que Ele está cuidando de tudo, até das áreas mais cinzentas da nossa vida e coração.

Amiga, estou te contando esta história, porque sei que seu coração não tem mais forças para continuar a caminhada, sei do seu amor pelo Senhor, e a vontade de ser fiel a Ele. É bem verdade, que durante este tempo que temos orado juntas, confesso que minha fé também vacila e por vezes apenas oro: “Senhor, não sei como orar, mas Tu sabes de todas as coisas”!!!!

Como temos dificuldade de nos encontrar, resolvi escrever, para te dizer, aguenta firme amiga, não desista, ainda não chegamos em casa!!!!!!!

Aguenta firme, mesmo que você tenha crescido, como eu a sua fé as vezes se perde nas nuances das cores do sofrimento, mas Deus, o nosso Deus está vendo tudo.

“Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam pelo seu amor, para livrá-los da morte e conservá-los vivos em tempo de fome”. Sl 33.18,19

E nós precisamos crer na Palavra do Senhor e não em nossas emoções, crer que servimos um Deus que cuida, guarda e protege ainda que nossos olhos não enxerguem.

Aguenta firme, mesmo que esteja demorando muito e a noite pareça interminável, nosso Rei não dorme nem chega atrasado.

“Elevo meus olhos para os montes: de onde me vira o socorro? É certo que o guarda de Israel não se descuidará nem dormira”. Sl 121.1,3

Não desista, mesmo que pareça que tudo está fora do controle, que a bruxa má do lado oeste chegou e devastou todo o seu mundo, como nos filmes que assistíamos quando criança. A história não é bem assim, temos um Senhor que controla todas as coisas, até o nosso sofrimento.

“Deus faz com que todas as coisas concorram para o bem daqueles que o amam, dos que são chamados segundo o seu propósito”. Rm 8.28

Não desista de ter um tempo a sós com o nosso Senhor. Não tem problema se você não tem mais força para orar, não tem mais palavras para dizer, não tem mais alegria de estar com Ele. Não se preocupe amiga, Ele te criou e sabe tudo que está passando em seu coração. Apenas se achegue a Ele, em silêncio mesmo, em meio a dor e às lágrimas, no cantinho da sua sala, e fique a sós com nosso Senhor. Um dia Ele ouvirá a tua oração e confortará o teu coração.

“Bom é o Senhor para aqueles que esperam nele, para os que o buscam”. Lm 3.25

Não desista mesmo que você se cobre porque acha que fez tudo errado, que poderia ter feito tudo diferente, mas não fez. Deus já te conhecia quando te chamou para ser filha Dele, Ele sabia como era o nosso coração e mesmo assim nos chamou.

“Teus olhos viram a minha substancia ainda sem forma, e no teu livro os dias foram escritos, sim, todos os dias que me foram ordenados, quando nem um deles havia”. Sl 139.16

Deus usa todas as circunstancias da nossa vida, sejam elas boas ou ruins, para que o nome Dele seja glorificado e no meio da caminhada vamos nos tornando mais parecidos com Ele.

Para terminar, eu sei que como eu, você desiste todos os dias. Não tem problema amiga, nossa fé e nossa salvação não estão baseadas em nós, mas no sacrifício de Cristo Jesus que na cruz nos comprou com preço de sangue, nos lavou e nos selou com o Espirito Santo.

Cristo sabe que desistimos todos os dias, nos rebelamos, nos desesperamos, mas temos a promessa que é Ele que sustenta a nossa fé. Por isso, ainda continuamos crendo, caminhando e nos humilhando sob a poderosa mão do Senhor. Diante disso, vamos então continuar em oração crendo que Deus tem o controle de toda esta situação e o nome Dele será glorificado através de nós!!!!

Como o apostolo Pedro diz em 1 Pedro 5.10:

“E o Deus de toda a graça que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes sofrido um pouco, Ele mesmo vos haverá de reabilitar, confirmar, fortalecer e alicerçar. A Ele seja o domínio para todo sempre. Amem”.

Como aprendi ainda bem pequena, mas minha alma custa a entender… nossa casa não é aqui, somos peregrinas!!! Até que Ele venha!!!!

Com muito carinho …

Simone Galvão


Simone é casada com o pr. Nelson Galvão (Diretor Acadêmico  do Pregue a Palavra) e mãe do Mateus. E formada em Teologia, pedagogia e pós-graduada em psicopedagogia clínica. É  editora do blog Mulher da Palavra e tem atuado com o discipulado de mulheres mais novas, solteiras e casadas, auxiliando-as no entendimento da feminilidade à luz das Escrituras.

#SimoneGalvao

4 visualizações

11 4412-6679

"FALA COM SABEDORIA E ENSINA COM AMOR."

Proverbios 31:26