• Equipe Mulher da Palavra

Carta a um jovem cristão universitário, por Regina Célia



Acredito que a universidade está no topo dos ambientes, no qual todos aqueles que creem na totalidade dos escritos Bíblicos, são vistos como pessoas retrógradas de pensamentos medievais. No decorrer da minha vida acadêmica, professores doutores com suas convicções da ciência, mostraram-me tantos “fatos” que muitas vezes me levaram a duvidar da autenticidade do livro de Gênesis. Mas, isso não é um caso isolado, pois no dia-a-dia acadêmico é oferecido diferentes “manjares”, por meio de tantas ideologias defendidas na nossa sociedade; que de forma muitas vezes sutil e indireta acredito que muitos outros jovens já foram convidados a abandonar sua fé.

Todavia, não devemos nos desmotivar da vida acadêmica. Mas, sim refletir sobre quem somos, em quem cremos e como está sendo o nosso comportamento nesse meio. E, em especial, precisamos ter convicção de que se Deus permitiu estar na universidade, é porque Ele tem seu propósito e estará conosco.

Podemos ver nas Escrituras pessoas que, embora em contexto histórico bem diferente do nosso, pela graça de Deus se mantiveram fiéis, a despeito de desafios tão intensos quanto os de hoje. Foi assim que o jovem Daniel e seus amigos enfrentaram a Babilônia, José resistiu ao Egito e Moises se encorajou diante de faraó. Os dois primeiros eram jovens e nos mostram que é possível, não por capacidade própria; mas, pela graciosa capacitação divina, estar no meio corruptível, mas não se corromper. No caso de Moises, a sua dificuldade de comunicação e falta de autoridade perante faraó, transformou-se, pela atuação graciosa de Deus, em uma grande oportunidade… E o poder de Deus foi manifesto por meio da vida daquele homem, que nem era mais jovem…, mas foi usado por Deus de maneira extraordinária para salvar o seu povo.

Esses contextos, nos levam a crer que se o propósito de Deus foi nos colocar em ambientes acadêmicos, é por que Ele nos quer, dentre outras coisas, também academicamente preparados para enfrentar as falácias de tantas ideologias contemporâneas. 

Como exemplo disso, tomemos a atual discussão acerca da ideologia de gênero. Talvez seja difícil começar qualquer diálogo sobre a mesma, por exemplo, usando o livro de Gênesis, pois até explicarmos o porquê do nosso posicionamento, já nos ignoram; mas em contrapartida podemos ter conhecimento básico de genética para evidenciar o que a própria ciência mostra sobre o nosso sistema de herança sexual. Esse é apenas um exemplo da biologia, área que tenho maior domínio. Mas, em qualquer área que estudamos, podemos encontrar conhecimentos que estão de acordo com as Escrituras e que podem ser relevantes para combater muitas ideias que a sociedade quer nos impor. 

Sugiro para você que está ou pretende um dia estar na universidade, que busque na Palavra de Deus o seu propósito de vida, e a convicção de sua fé. Pois, a sociedade está “armada” contra nós; muitos acadêmicos acham nossos pensamentos e comportamentos ultrapassados. E, infelizmente muitos de nós por influências sociais e falta de convicção abandonarão/abandonaram o Evangelho, ou relativizam o conhecimento bíblico para se adaptar às demandas da “ciência”. Recentemente, comecei a ler um livro (não cristão) intitulado- O maior espetáculo da terra- do Dawkins, R. (2009). E as seguintes frases me chamaram atenção: “este livro é escrito para que os negadores da história sejam alcançados, assim como para armar as pessoas que não são negadoras para argumentar em defesa das suas ideias”… e, “a evolução é um fato, e este livro o demonstrará. Nenhum cientista que se preze o contesta, e nenhum leitor imparcial fechará o livro duvidando disso.”

Somos conhecidos como “negadores da história”! Em outras palavras Dawkins afirma que enquanto cristãos, não podemos ser cientistas, a não ser que neguemos o que está nas Escrituras. Veja, que há livros preparando aqueles que optaram por acreditar cegamente na ciência. E, eu te pergunto: Como você está se preparando, diante de uma sociedade liberal e relativista para defender a sua fé (1 Pe 3.15)? Você tem estudado a Bíblia ou ela é só mais um livro que você lê de forma dinâmica? Você faz parte de pequenos grupos de estudo da Palavra de Deus em sua igreja? Você lê livros de cientistas cristãos que mostram a posição da Palavra de Deus? Em algum momento, no passado (não muito distante), para mim seria constrangedor responder a essas perguntas. Mas, graças a Deus hoje tenho plena convicção que mesmo estando no doutorado, nada tirará o meu foco do Evangelho. E, isso não diminui em nada o que já sou e serei como profissional.

  Por fim, não ceda as pressões por medo, zombaria ou rejeição, tão pouco se isole; quando se sentir acuado busque ainda mais a Deus; fortaleça-se com a companhia de outros irmãos na fé. E, não permita que vãs filosofias humanas o influencie (Colossenses 2:8). Pois, o Evangelho é capaz de transformar e santificar não apenas o corpo, mas a alma e o espirito humano (1Tessalonicenses 5.23). Precisamos dar testemunho na universidade, por isso, que o Senhor nos ajude a ser sempre responsáveis, éticos e íntegros com as atividades acadêmicas e firmes na fé diante dos questionamentos. 

Regina Célia


Atualmente é doutoranda do Programa de Pós Graduação em Etnobiologia e Conservação da Natureza pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). É graduada em Ciências Biológicas pela Universidade de Pernambuco (UPE); mestre em Recursos Genéticos Vegetais pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). 

#Outros

1 visualização

11 4412-6679

"FALA COM SABEDORIA E ENSINA COM AMOR."

Proverbios 31:26