• Equipe Mulher da Palavra

Se sinto alguma coisa, então isto deve ser verdade. por Nancy DeMoss





O inimigo quer nos fazer acreditar que, se não nos sentimos amadas, não somos amadas.


 Se sentimos que não podemos lidar com a pressão, deve ser porque realmente não podemos. Se sentimos que Deus nos abandonou ou que Ele agiu injustamente em uma questão que nos afete, então talvez ele tenha mesmo nos abandonado. Se sentimos que nossa situação não tem solução, não deve haver nenhuma esperança então. Se não nos sentimos salvas, é possível que não sejamos. Se não nos sentimos perdoadas, é porque não somos.



A verdade é que, devido a nossa condição decaída, em geral nossos sentimentos têm muito pouco haver com a realidade. Em diversas situações, os sentimentos simplesmente não são um indicador confiável do que é realmente verdadeiro.



Quando permitimos que eles se conectem a nossas circunstâncias – que estão em constante mudanças – em vez de se conectarem com às realidades imutáveis de Deus e de sua Verdade, nossas emoções tendem a oscilar descontroladamente.



Não é preciso muita coisa para melhorar nossas emoções – um dia claro e ensolarado, um aumento de salário, um elogio de um amigo, a conclusão bem-sucedida de um grande projeto ou perder cinco quilos.



 Enquanto isto, as emoções negativas podem ser uma variedade de fatores uma serie de dias nublados, um dia difícil no escritório, um telefonema decepcionante, a percepção de que as roupas ficaram apertadas e etc.



Quando você adiciona grandes acontecimentos, como o nascimento do quarto filho, uma mudança de residência, a perda de um emprego, a morte do cônjuge ou de um filho ou  ser diagnosticada com câncer, essas emoções podem tornar-se bastante confusas.



Em meio a esta montanha russa ao qual nossas emoções nos levam, precisamos trazer constantemente a mente e o pensamento de volta para a Verdade.



A verdade é que Deus é bom, quer eu sinta que ele é bom ou não. A verdade é que Deus me ama, quer eu me sinta amada ou não. A verdade é que, pela fé no sangue de Jesus Cristo derramado em meu favor, estou perdoada, quer eu me sinta perdoada ou não. A verdade é que Ele nunca vai me deixar ou desamparar. Deus está comigo em todo o tempo, mesmo quando me sinto sozinha e abandonada.  



Se quisermos andar em liberdade, temos de perceber que nossa emoções não são necessariamente confiáveis e estarmos dispostas a rejeitar quaisquer sentimentos que não sejam consistentes com a Verdade.“Connie” reconheceu ter baseado suas crenças mais no que sentia do que na Verdade. Observe como todo o modo perceber a vida mudou uma vez que percebeu que poderia deixar a verdade da Palavra de Deus governar seus sentimentos:


            “Embora fosse uma filha de Deus, acreditei durante toda a minha vida que certos aspectos da Verdade se aplicavam a todos, exceto a mim. Deus era bom para eles, não para mim. Deus amava a eles, mas não a mim. Eu sabia os fatos- que Deus era bom, que Ele me ama e que sou dele, mas havia uma falta de conexão em minha mente,   entre os fatos e como eu me sentia.  Se Deus me amasse e eu significasse tudo para Ele, com certeza me sentiria amada e valiosa. […] através de sua Palavra Deus revelou que Sua verdade permanece, independente de como me sinto. Nada pode mudar Deus ou a Verdade de Sua Palavra ou caráter. Elé é bom para mim, Ele me ama. Posso escolher me apegar a esta verdade ou posso optar por acreditar nas mentiras de Satanás.”


No último capítulo de Filipenses, o apostolo Paulo dá uma receita para a sanidade mental e a estabilidade emocional:



“Alegravai-vos sempre no Senhor[…]Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio da oração e súplicas com ações de graças […] Tudo que é verdadeiro […] Nisto pensai.



   O resultado?



            “A paz de Deus, que ultrapassa todo o entendimento, guardará o vosso coração e os vossos pensamentos em Cristo Jesus […] e o Deus de Paz estará convosco.”




O texto acima foi extraído do livro,Mentiras que as mulheres acreditam e a Verdade que as liberta de Nancy Leigh DeMoss, Ed. Vida Nova, p. 190 a 192

Publicado com permissão.


Nancy Leigh DeMoss é apresentadora de dois programas de rádio nos Estados Unidos: Revive Our Hearts [Aviva nossos corações] e Seeking Him [Buscando a Deus]. Seus livros já venderam mais de um milhão de cópias. Tem trabalhado desde 1980 na organização cristã Life Action Ministries. Também é organizadora do livro Mulher Cristã: repensando o papel da mulher à luz da Bíblia, publicado por Vida Nova.

#Feminilidade #NancyLeighDeMoss

3 visualizações

11 4412-6679

"FALA COM SABEDORIA E ENSINA COM AMOR."

Proverbios 31:26