• Equipe Mulher da Palavra

Uma Auxiliadora que Corresponda: Como ser uma Aliada Necessária – Parte I, por Diane Hofer Ell



Deus tem propósito em tudo, até nos pequenos detalhes da ordem de palavras em Genesis 2.

Observe a ordem de Deus para Adão, e o que segue imediatamente depois: Genesis 2:15-17 diz:

O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo. E o Senhor Deus ordenou ao homem: “Coma livremente de qualquer arvore do jardim, mas não coma da arvore do conhecimento do  bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá” […] Então o Senhor Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”.


Deus tinha dado para Adão uma ordem para testar a fidelidade dele para com Deus. Mas o próprio Deus falou que não era bom deixar o homem só no jardim com a tentação daquela arvore. Então Ele criou a mulher para auxiliar e corresponder a ele.

A mulher foi criada com um propósito que continua até hoje. O propósito de ser auxiliadora não muda e deve marcar cada função, independentemente da função de ser esposa ou mãe biológica. Nossas funções mudam nos vários momentos de vida. Num momento sou filha, aluna, esposa, amiga, funcionaria, chefe, mãe, etc. Mas nosso propósito não muda: fomos criadas para sempre sermos auxiliadoras. Este propósito deve ser integrado a todas as varias funções, em todos os momentos da vida, pois nosso propósito de ser auxiliadora é intrínseco a quem somos como mulheres. Nosso propósito de ser auxiliadora equipa a mulher para trazer uma perspectiva única e feminina para qualquer função e nossas habilidades e pontos fortes relacionais vem do nosso propósito.

A palavra auxiliadora tem um significado muito especial. A palavra em Hebraico é ezer, que refere-se a alguém que dá ajuda ao outro no dia de batalha. A palavra “aliado” capta bem essa ideia. Foi usado a respeito de Deus como nosso socorro (Sl 124.8) e nosso auxílio contra os nossos adversários (Dt 33.7). Também, foi usado em relação a um rei que ajudou o outro, ou até dos soldados que ajudaram seu rei. Então, ser auxiliadora não é algo inferior, como Deus não é inferior.

Isso ajuda-nos para entender como a mulher é a auxiliadora na vida dos homens: ela ajuda na guerra espiritual na vida dos homens. Ela não é opcional, mas sim, é uma aliada necessária para que o homem e a mulher cumprisse as ordens de Deus. Sem ela cumprindo sua função, seria mais difícil para o homem cumprir suas ordens. A mulher é uma aliada necessária na vida do homem.

Como assim? Sugiro sete maneiras em que podemos colocar este propósito de ser auxiliadora em prática:

1. Advertindo–os para afastarem-se do mal: Muitas vezes nas Escrituras, Deus usou mulheres de coragem quando os homens estavam no caminho mal. 1 Samuel 25 conta a história de Abigail, Nabal e Davi. Abigail serviu como uma aliada necessária para David, salvando-o de um grande mal. Quando os homens em nosso redor estão tentados a cair em vingança ou loucura ou outro tipo de mal, ou quando faltam sabedoria para enxergar o perigo, podemos ser as aliadas necessárias nas vidas deles. Podemos incentiva-los a escolherem vidas piedosas, vidas de fé sem medo.

2. Sendo co-guerreiras contra inimigos malvados: Minhas queridas,precisamos estar ao lado dos nossos irmãos em solidariedade contra o mal. Como Débora encorajou Baraque para ter coragem na batalha, e como Ester exerceu coragem para aproximar o rei para ele não massacrar os judeus, os homens de Deus, sejam maridos, sejam irmãos na igreja, precisam de mulheres alinhadas com eles quando o mal se aproxima, de modo que sejamos uma força combinada, capazes de resistir o mal (como NÃO aconteceu no jardim do Éden). As vezes, homens enfraquecem por falta de mulheres para encorajá-los a ficarem firmes contra o mal.

3. Encorajando-os com a Palavra de Deus: Deus fala através das mulheres! Pense em Miriam, Debora, Rute, a mãe do Rei Lemuel, e Maria, entre outras. Homens sábios são receptíveis às vozes de mulheres sábias. Somos suas irmãs na fé, com contribuições como porta-vozes de Deus. Nos momentos de desânimo, podemos compartilhar a Palavra de Deus com nossos maridos para encoraja-los a fixarem seus olhos no Senhor.

4. Compartilhando instrução e conselho sábio: Mulheres tem uma perspectiva feminina, e assim podem repassar verdades úteis para os homens. Provérbios orienta os filhos a ouvirem as instruções das suas mães. Deus usou Priscila na vida de Apolo. Mulheres capricham na área de empatia, ternura, aconselhamento e instrução, e todos sofrem quando a sabedoria de mulheres tementes a Deus não é compartilhada.

5. Colaborando no ministério: Homens e mulheres compartilham uma missão comum na Igreja, mas com aspectos diferentes no trabalho. Desde que fomos criados para exercer funções diferentes, os homens precisam de nós! Por exemplo, embora todos sejam chamados para serem hospitaleiros, as mulheres expressam hospitalidade de uma forma diferente. Também, é impossível construir uma família, uma igreja ou uma sociedade saudável sem o trabalho sacrificial das mulheres.

6. Sendo exemplo fiel na maneira que responde à iniciativa de Deus: Mulheres geralmente são mais sensíveis, mais receptíveis a Deus, e assim, servem como exemplos para os homens. No caso de esposas, a maneira que você responde à iniciativa do seu marido, você pode o encorajar a responder para Deus com a mesma receptividade.

7. Influenciando os homens a serem os líderes no lar, na igreja e na sociedade: Não devemos tomar o lugar deles, mas sim incentiva-los a tomarem a iniciativa devida. Queridas, precisamos tomar nosso espaço de uma forma santa,  para que eles possam tomar e cumprir as funções deles.

No próximo post trabalharemos o conceito bíblico de “correspondência”. O que a Bíblia quer dizer quando afirma que a mulher corresponde ao homem, e não o homem à mulher?

Diane Hofer Ellis



Missionária americana servindo a mais de 20 anos no Brasil. Casada com o pr. Dr. Mark Ellis e mãe de cinco filhos, 3 noras e 8 netos. Seu ministério foca o mentoreio de mulheres mais novas. Diane é escritora do blog Mulher da Palavra e da palestras em igrejas sobre feminilidade bíblica.

#Casamento #DianeEllis #Feminilidade

0 visualização

11 4412-6679

"FALA COM SABEDORIA E ENSINA COM AMOR."

Proverbios 31:26